Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Defesa de acusado de matar amante de ex-guarda-redes do Flamengo abandona julgamento

Lusa

  • 333

Contagem, Brasil, 19 nov (Lusa) - Os advogados do ex-polícia militar Marcos Aparecido dos Santos, conhecido como "Bola", acusado de executar a morte da amante do ex-guarda-redes do Flamengo Bruno Fernandes, abandonaram hoje o julgamento.

De acordo com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, "Bola" negou ser representado por um defensor público, que é nomeado nestes casos, e foi levado de volta para o presídio.

A defesa do réu, liderada pelo advogado Ércio Quaresma, alegou que o tempo concedido pela juíza para os argumentos preliminares, de 20 minutos, não era suficiente, e que o direito de defesa do seu cliente estava a ser cerceado, segundo a imprensa brasileira.