Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Deco com mais queixas de sobre-endividamento até outubro, mas abre menos processos

Lusa

  • 333

Lisboa, 31 out (Lusa) -- O número de famílias sobre-endividadas que pedem ajuda à Deco aumentou até outubro, mas a associação abre cada vez menos processos porque muitas dívidas já não podem ser reestruturadas por incapacidade dos devedores ou por estarem em tribunal.

O gabinete de apoio ao sobre-endividado (GAS) da Deco recebeu nos primeiros 10 meses deste ano (até 29 de outubro) um total de 26.365 pedidos de informação, mais 9.756 do que no período homólogo do ano anterior, mas abriu menos 1.115 processos, num total de 3.410.

"O número de famílias que nos tem pedido ajuda tem aumentado em relação aos anos anteriores, no entanto o número de processos relativos as situações em que podemos intervir e ser uma ajuda ao consumidor têm vindo a diminuir porque as situações são cada vez mais dramáticas, chegam-nos já em ultima instância e portanto já não há viabilidade do ponto de vista da reestruturação", disse à Lusa Natália Nunes, da Deco.