Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Custos elevados e morosidade na saída de bens do porto de Luanda discutidos hoje na capital angolana

Lusa

  • 333

Luanda, 26 mar (Lusa) - A Direção-Geral das Alfândegas de Angola e despachantes estiveram hoje reunidos em Luanda para tentar encontrar uma solução para os elevados custos e demora na saída de bens importados do porto de Luanda, disse à Lusa fonte ligada às negociações.

A fonte, que solicitou o anonimato, acrescentou que estão em causa procedimentos recentemente postos em vigor pelas Alfândegas, designadamente os custos das análises laboratoriais de bens alimentares, que, por exemplo para a despistagem de salmonelas, foram tabeladas em 4 mil euros.

Em cima da mesa da reunião estiveram cedências de parte a parte, com as Alfândegas de Angola a aceitarem, designadamente, o princípio de autorização de saída das mercadorias, caso ao fim de 48 horas não haja notificação do resultado das análises laboratoriais.