Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Curso de Medicina do Algarve volta à normalidade

Lusa

  • 333

Faro, 23 out (Lusa) -- A direção do Mestrado Integrado de Medicina da Universidade do Algarve, que se tinha demitido em bloco na quinta-feira, anulou o pedido de demissão e voltou hoje a assumir funções após o reitor ter reformulado a "cláusula da discórdia".

"O reitor aceitou, de facto, fazer uma reformulação da tal cláusula que punha os problemas de autonomia ao mestrado e aceitou também que a direção retirasse o seu pedido de demissão, pelo que neste momento penso que estão sanados todos os problemas", declarou à Lusa Isabel Palmeirim, diretora do Mestrado Integrado de Medicina (MIM) da Universidade do Algarve.

"Hoje voltamos todos à normalidade e esperamos que o problema esteja completamente sanado", disse, afirmando que a "cláusula da discórdia" foi reescrita, tendo sido acrescentadas duas linhas, para permitir que a direção do MIM possa fazer convites para oradores sem que seja necessária a autorização dos diretores de serviço do Hospital de Faro.