Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Cuba: Viúva de Payá não aceita versão oficial e pede para falar com sobreviventes

Lusa

  • 333

Havana, 28 jul (Lusa) -- Ofelia Acevedo, viúva do opositor cubano Oswaldo Payá, disse, esta sexta-feira, não aceitar a versão oficial sobre as causas do acidente em que morreu o ativista e pediu para falar com os dois sobreviventes.

"Não vou aceitar a versão que o Governo está a dar, não aceito de maneira nenhuma", afirmou, em declarações à agência noticiosa espanhola Efe, após a televisão estatal cubana ter divulgado uma nota do ministério do Interior.

Oswaldo Payá, líder do Movimento Cristão de Libertação, de 60 anos, e Harold Cepero, de 31 anos, também membro do grupo dissidente, morreram, no domingo, perto da cidade de Bayamo, a cerca de 800 quilómetros de Havana, na sequência de um acidente de automóvel, de acordo com a versão oficial.