Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

CTT esperam que efeitos da greve não se sintam, sindicato prevê adesão até 75%

Lusa

  • 333

Lisboa, 28 nov (Lusa) -- Os CTT -- Correios de Portugal esperam que os efeitos da greve de sexta-feira não se façam sentir, enquanto o sindicato prevê uma adesão à paralisação entre os 70% e os 75%.

"A nossa expectativa é a de que não se façam sentir os efeitos da greve", disse à Lusa o diretor de recursos humanos dos CTT, António Marques, adiantando que as 624 lojas e os 1.900 postos deverão estar "todos abertos e a funcionar em pleno" na sexta-feira.

António Marques afirmou que a empresa criou um "plano de contingência" para assegurar que o correio chegue aos centros de distribuição e "deu prioridade" ao correio social e ao correio urgente.