Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Cruz Vermelha regista desistências no serviço de teleassistência devido à crise

Lusa

  • 333

Leiria, 26 fev (Lusa) - A crise tem motivado desistências de idosos e doentes no serviço de teleassistência da Cruz Vermelha Portuguesa, disse hoje à Lusa o diretor-geral da instituição, à margem da apresentação do sistema em Leiria.

"Temos algumas desistências de quem estava por si só a pagar este sistema e que deixou de ter capacidade para fazer o pagamento", explicou Luís Névoa, sublinhando que apesar de existirem acordos firmados com mais de duas dezenas de câmaras municipais também aqui "o ritmo dos protocolos tem diminuído" devido a constrangimentos financeiros.

O serviço de teleassistência está protocolado com cerca de 3.000 pessoas, mas o projeto, que teve o seu início em finais de 2008, "não tem evoluído tão rapidamente como se esperava", sendo que "as dificuldades económicas e financeiras do país não têm ajudado", reforçou o responsável da Cruz Vermelha.