Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Crise/Protestos: Farmácias querem pagamentos alargados a 90 dias como "medida de emergência"

Lusa

  • 333

Lisboa, 13 out (Lusa) - O presidente da Associação Nacional de Farmácias (ANF), João Cordeiro, propôs hoje que o prazo de pagamento à indústria farmacêutica se alargue dos 30 para os 90 dias como "medida de emergência" para o setor.

O alargamento do prazo do "relacionamento entre a indústria farmacêutica, os grossistas e as farmácias" iria possibilitar a "libertação de fundos para a reposição de stocks", justificou o responsável no cortejo dos profissionais de farmácia, em Lisboa.

A "medida de emergência" pode servir para "evitar o colapso do setor e dar algum oxigénio", garantiu João Cordeiro, sublinhando que o prazo de 90 dias pode vigorar apenas até o "Governo tomar decisões".