Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Crise política: CDS manifestou abertura para "trajetória diferente para o défice" -- Mota Soares

Lusa

  • 333

Lisboa, 20 jul (Lusa) - O CDS-PP acusou hoje o PS de ter terminado "unilateralmente o processo de diálogo", a quem dizem ter procurado não "dificultar a vida", tendo abertura para alterar as eleições e procurar "uma trajetória diferente para o défice".

O CDS-PP reuniu hoje a comissão política, após a qual fez uma declaração Pedro Mota Soares, chefe da delegação do CDS-PP nas negociações com PSD e PS para o "compromisso de salvação nacional" pedido pelo Presidente da República, Cavaco Silva.

"No decurso das negociações, o CDS esteve disponível para encontrar consensos entre os três partidos, uma estratégia negocial com a 'troika' em coerência. Manifestámos o nosso interesse e abertura na obtenção de uma trajetória diferente para o défice, sabendo que os ajustamentos ao ajustamento não dependem só de nós", afirmou Mota Soares.