Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

"Crise existencial" republicana beneficia democratas nas discussões orçamentais nos EUA - académicos

Lusa

  • 333

Redação, 01 dez (Lusa) - Investigadores contactados pela agência Lusa consideram que a "crise existencial" em que vive o Partido Republicano beneficia os democratas e que o Presidente norte-americano, Barack Obama, tem agora mais legitimidade para ultrapassar o impasse político em matéria orçamental.

Tanto Nuno Gouveia, investigador da Universidade Fernando Pessoa, como Tiago Moreira de Sá, do Instituto Português de Relações Internacionais (IPRI), afirmam que Barack Obama teve uma vitória confortável, uma vez que alargou a maioria no Senado e conquistou mais alguns lugares na Câmara dos Representantes, onde os republicanos são maioritários.

No entanto, alerta o académico do IPRI, os democratas não têm uma "maioria à prova de bloqueio" no Senado, ou seja, 60 senadores ou mais, o que significa que "os republicanos, mesmo sendo minoritários, podem bloquear no Senado as propostas legislativas do Governo e da maioria democrata", explica Tiago Moreira de Sá.