Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Crise e concorrência estão a liquidar pequenos centros comerciais em Leiria

Lusa

  • 333

Leiria, 31 ago (Lusa) - Donos de lojas e clientes concordam no diagnóstico: aquele que foi o primeiro centro comercial a deslumbrar Leiria com o "exotismo" das escadas rolantes está a "morrer" como todos os outros, à mão da crise e da concorrência.

"Já lá vai o tempo em que quando era miúdo era perseguido, eu e os outros, pelo segurança, que nos 'enxotava' porque nós andávamos para cima e para baixo nas escadas rolantes", lembra Luís Oliveira, que esteve na estreia do centro comercial D. Dinis na década de oitenta do século XX e ainda se recorda de um espaço "que estava sempre 'à pinha'".

Entre o "vende-se" e "aluga-se", as Galerias Alcrima, o Edifício 2000, os centros comerciais D. Dinis, Maringá, e Lis, entre o abandono e o "volto já" que nunca mais aconteceu, parecem não sobrar dúvidas ao presidente da associação de comerciantes local sobre o destino que lhes está traçado: "Não têm hipóteses de recuperação e mais de 50% do comércio vai ainda fechar".