Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Crimes sexuais/Matosinhos: 17 anos de prisão para bancário que molestou filhos adotivos

Lusa

  • 333

Matosinhos, 20 jul (Lusa) -- O tribunal de Matosinhos condenou hoje um diretor bancário a 17 anos de prisão, em cúmulo jurídico, por ter molestado sexualmente dois filhos adotivos, uma menina e um menino.

Sem cúmulo, seria condenado a 161 anos e nove meses de cadeia.

A defesa disse que ia ponderar a eventualidade de um recurso, mas apenas após uma leitura atenta do acórdão.