Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Crescimento americano está "inextrincavelmente ligado" ao europeu - EUA

Lusa

  • 333

Atenas, 21 jul (Lusa) - O secretário norte-americano do Tesouro, equivalente ao cargo de ministro das Finanças na Europa, disse hoje que a recuperação económica no seu país está "inextrincavelmente ligada" à capacidade de a Europa fazer crescer a economia, mitigando a austeridade.

Falando em Atenas no dia seguinte ao G20 ter emitido um comunicado defendendo que a austeridade deve ser seguida, tendo em conta as condições económicas, e ao ministro das Finanças alemão ter dito que a criação de empregos e o crescimento económico devem ser prioritários, atualmente, face à necessidade de equilibrar os orçamentos, Jacob J.Lew citou o exemplo do "duro caminho" da Grécia para defender a primazia no crescimento da economia face às políticas de austeridade impulsionadas pela Alemanha.

"A abordagem à Europa permanece no topo da minha agenda, porque o crescimento [económico] e a criação de empregos nos Estados Unidos estão inextrincavelmente ligados à Europa conseguir crescer e prosperar", disse Lew no Museu da Acrópoles, em Atenas, de acordo com um comunicado citado pela agência Bloomerg, que noticia ainda que, segundo o texto, a expansão e a criação de empregos serão "o foco principal do caminho que há pela frente".