Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Crescentes conflitos sobre terras refletem desenvolvimento de Moçambique - governo

Lusa

  • 333

Chimoio, Moçambique, 08 mai (Lusa) - Os crescentes conflitos sobre terra em Moçambique "refletem o desenvolvimento" do país, que tem 36 milhões de hectares disponíveis e apenas 15 por cento em exploração, defendeu hoje o diretor nacional de terras e florestas.

"Os conflitos fazem parte do processo normal de gestão de terra, é normal encontrarmos uma sobreposição de interesses ou um calculo menos correcto numa determinada área, e o que nós privilegiamos é o dialogo entre as partes interessadas", disse Simão Joaquim em Chimoio, no centro do país.

"Podem acontecer entre uma ocorrência mineira e actividade agrícola e/ou florestal, ou entre um determinado operador e a comunidade ou ainda entre dois operadores. Toda a abordagem para a resolução de conflito é o diálogo", sublinhou Simão Joaquim, respondendo a questões sobre o crescente índice de conflitos de terra e a abundância de hectares inexplorados.