Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Crescem utentes sem isenção que não pagam taxas no Santa Maria e Pulido Valente

Lusa

  • 333

Lisboa, 12 nov (Lusa) -- O presidente do Centro Hospitalar Lisboa Norte (CHLN) revelou hoje que são cada vez mais os utentes que, sem estarem isentos, alegam não ter dinheiro para pagar as taxas moderadoras nos hospitais Santa Maria e Pulido Valente.

Carlos Martins reconhece o peso da crise na diminuição da procura e diz que a instituição prepara medidas para reaver algumas dívidas.

"Temos perfeita noção de que parte da perda de utentes/doentes tem a ver com a situação económica da pessoa", disse, revelando que aumentou igualmente a dispensa de medicamentos de forma graciosa, que no caso da prescrição privada aumentou 52 por cento.