Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Creches devem melhorar ventilação, mas saúde das crianças não é alarmante - estudo

Lusa

  • 333

Lisboa, 11 jul (Lusa) -- Os infantários em Portugal devem melhorar os seus sistemas de ventilação, embora a qualidade do ar destes espaços e a saúde das crianças que os frequentam não sejam uma situação preocupante, revela uma investigação científica.

"Não há impactos graves na saúde das crianças que frequentam os infantários em Portugal. Não temos uma situação catastrófica, mas temos que tentar melhorar o panorama que encontrámos", resumiu à agência Lusa o investigador Nuno Neuparth, da Faculdade de Ciências Médicas, na véspera da apresentação dos resultados finais do projeto "Ambiente e Saúde em Creches e Infantários".

Uma das conclusões é de que uma fraca ventilação dos infantários está associada a uma maior probabilidade de as crianças terem asma ou pieira.