Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

CP garante que está a cumprir a lei da greve

Lusa

  • 333

Lisboa, 02 out (Lusa) - A CP garantiu hoje que está a cumprir a lei da greve, ao convocar trabalhadores para assegurar os serviços mínimos decretados para sexta-feira, por considerar que não existem serviços alternativos que substituam os da empresa.

A porta-voz da CP, Ana Portela, explicou à agência Lusa que o Tribunal Arbitral determinou que "os serviços mínimos se deverão realizar, exceto se houver serviços alternativos que os substituam", deixando à interpretação quer da empresa quer dos sindicatos o que se entende por transportes alternativos.

"A CP fez essa análise e entende que o transporte alternativo é um transporte que efetivamente se substitua ao comboio quer nas zonas que atravessa, quer na oferta que dá, quer na disponibilidade com que é dado aos clientes", afirmou.