Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Costa Pina atribui aos governos de José Sócrates "menos de um terço" das PPP existentes

Lusa

  • 333

Lisboa, 07 fev (Lusa) - O antigo secretário de Estado do Tesouro, Carlos Costa Pina, atribuiu hoje aos Governos de José Sócartes que integrou "menos de um terço" das parcerias público-privadas (PPP) e defendeu-as pelo "efeito positivo na economia".

Na comissão parlamentar de inquérito às PPP, Costa Pina defendeu que, no conjunto das PPP existentes em Portugal, cerca de dois terços foram lançadas por governos anteriores àqueles em que exerceu funções, atribuindo ao dois Governos de José Sócrates que integrou "menos de um terço" das parcerias existentes.

Questionado pelo deputado do PSD, Nuno Encarnação, o agora administrador da Galp Energia defendeu que as concessões rodoviárias lançadas "têm efeito positivo sobre a economia, nomeadamente na criação de emprego, contribuindo desse ponto de vista para o crescimento económico do país e para a redução de assimetrias".