Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Corte de 5000 postos de trabalho da Fujitsu não deverá ter impacto em Portugal

Lusa

  • 333

Lisboa, 07 fev (Lusa) - O grupo informático japonês Fujitsu anunciou hoje uma profunda reorganização nos negócios de semi-condutores, o que não deverá ter impacto em Portugal, uma vez que as empresas do grupo presentes no país não desenvolvem essa atividade.

Segundo noticiou hoje a France Presse, o grupo Fujitsu registou perdas de 747,6 milhões de euros nos últimos nove meses de 2012 e anunciou hoje a intenção de negociar com os sindicatos o corte 5.000 postos de trabalho em todo o mundo, correspondentes a 2,9% da força de trabalho, num universo de 170 mil trabalhadores.

Em causa está também a transferência de 4.500 funcionários no quadro de um processo de reagrupamento das suas atividades de circuitos integrados com as da sua compatriota Panasonic e outras operações.