Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Coreias: Pyongyang protesta por disparos contra a sua bandeira em manobras militares no sul

Lusa

  • 333

Seul, 25 jun (Lusa) -- O regime de Pyongyang protestou hoje, através de um despacho da agência KCNA, pelos disparos realizados contra a sua bandeira durante as manobras militares conjuntas dos EUA e Coreia do Sul, que considerou como uma "provocação".

Um porta-voz não identificado do Ministério norte-coreano dos Negócios Estrangeiros disse, citado pela KCNA, tratar-se de um ato "irresponsável" e uma "ação militar extremamente grave" levada a cabo pelas "tropas de agressão imperialista dos EUA" e pelo "grupo de traidores de Lee Myung-bak", presidente da Coreia do Sul.

Os EUA e a Coreia do Sul estão a realizar desde sexta-feira e até hoje o maior exercício militar conjunto com recurso a fogo real na área de Pocheon, a 35 quilómetros da fronteira norte-coreana, durante o qual é simulada a resposta a uma invasão terrestre da Coreia do Norte.