Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

COP lamenta "excessiva burocratização e carga administrativa" na relação com Estado

Lusa

  • 333

Lisboa, 14 mai (Lusa) -- A Comissão de Orientação Estratégica do Comité Olímpico de Portugal (COP) concluiu hoje que existe "excessiva burocratização e carga administrativa" nas suas relações com o Estado, defendendo uma alteração de postura da tutela.

Segundo o órgão que reúne os presidentes de todas as federações membros no COP, bem como o atual presidente e antigos presidentes do organismo, "o resultado é o desvio daquele que deve ser o principal foco das federações, o incentivo e apoio à prática desportiva".

"A alocação, por parte das federações, de recursos e meios necessários ao cumprimento das exigências administrativas do estado assim o dita", defende José Manuel Constantino.