Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Contratos petrolíferos em Moçambique dão "fabulosos lucros" às multinacionais - estudo

Lusa

  • 333

Maputo, 15 abr (Lusa) - Os contratos de gás e petróleo em Moçambique "são demasiadamente desnivelados a favor das petrolíferas" e dão "fabulosos lucros" às empresas em detrimento do Estado moçambicano, considera um estudo do Centro de Integridade Pública (CIP).

Com o título os "Contratos de Gás da Bacia do Rovuma: Os detalhes e o que eles significam", o estudo do CIP, uma Organização Não Governamental, analisa os contratos da americana Anadarko, da italiana Eni (a que está associada a portuguesa Galp Energia), da norueguesa Statoil e da malaia Petronas e conclui que todas elas poderão obter benefícios excessivos da sua atividade em Moçambique.

Segundo a pesquisa, os contratos preveem que o Estado moçambicano arrecade receitas apenas quando as empresas tiverem recuperado o investimento realizado.