Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Contratos para obra suspensa do Hospital Central da Madeira custaram 4,8 milhões de euros - Tribunal de Contas

Lusa

  • 333

Funchal, 14 dez (Lusa) -- Os contratos para a elaboração do projeto de construção do Hospital Central da Madeira e respetiva assessoria técnica, obra suspensa pelo Governo Regional, custaram 4,8 milhões de euros, revela uma auditoria do Tribunal de Contas.

No documento, tornado público hoje, lê-se que os contratos, iniciais e adicionais, "determinaram, até 22 de fevereiro de 2011, a assunção de encargos no montante de 4.885.943,30 euros", cuja utilidade "ficou comprometida com a deliberação de suspender a concretização da nova unidade hospitalar", tomada pelo Conselho do Governo Regional a 17 de fevereiro de 2011".

O TC considera que os factos apreciados nesta auditoria, efetuada pela Secção Regional da Madeira, "indicia uma deficiente articulação" entre a ex-Secretaria Regional do Equipamento Social, a Secretaria Regional dos Assuntos Sociais e o Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira.