Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Continuidade ou mudança a sufrágio na Federação Portuguesa de Natação

Lusa

  • 333

Lisboa, 20 dez (Lusa) -- Paulo Frischknecht recandidata-se à presidência da Federação Portuguesa de Natação nas eleições de sábado com a certeza do dever cumprido, enquanto o seu opositor António José Silva apresenta-se com um programa baseado em cinco eixos de mudança.

"[Tenho] A certeza do dever cumprido, em que as sucessivas equipas dos dois últimos mandatos asseguraram não só a qualidade desportiva da federação, mas também a reorganização dos serviços e ainda o correspondente saneamento financeiro, que, em época de austeridade e clima de crise, tanto facilitam a ação que uma equipa diretiva deve ter ao serviço de uma modalidade", explicou Frischknecht em declarações à Agência Lusa.

O dirigente, que se candidata a um terceiro mandato, avançou ainda que a sua lista "não está satisfeita com o que tem", salientando que "quer mais e melhor" e quer que as pessoas "estejam confiantes naquilo em que votam".