Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Consumo: Primeiro-ministro diz que não há razão para "deixar nos portugueses qualquer insegurança" C/VÍDEO E ÁUDIO

Lusa

  • 333

Belas, Sintra, 30 jul (Lusa) - O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, afirmou hoje que o Estado tem "respondido à necessidade de dar garantias de controlo alimentar e fitossanitário" e que não existe "nenhuma razão" para "deixar nos portugueses qualquer insegurança".

"Não existe desse ponto de vista nenhuma razão para alimentar quaisquer polémicas ou deixar nos portugueses qualquer insegurança", afirmou Passos Coelho aos jornalistas, depois de questionado sobre as competências da ASAE.

O chefe de Governo falava aos jornalistas em conferência de imprensa no final de uma visita à Unidade Especial de Polícia, da PSP, em Belas, no concelho de Sintra.