Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Construtuores civis dos Açores dizem que preços de concursos públicos são injustos

Lusa

  • 333

Ponta Delgada, 02 ago (Lusa) - A associação dos construtores civis dos Açores pediu hoje a revisão da política de preços base dos consursos públicos, considerando que "não é justa" e que fez sair milhões de euros da região nos últimos anos.

Num comunicado, a Associação dos Industrias da Construção Civil e das Obras Públicas dos Açores (AICOPA) refere que "é de consenso geral no setor" que as empresas regionais que concorrem a obras públicas "dificilmente conseguem preços menores ou iguais ao preço base permitido".

"As empresas a quem são adjudicadas as obras, pelo facto de trabalharem com preços fora de mercado, adjudicam as subempreitadas a empresas de fora da região e de grande dimensão, com elevados volumes de faturação, e com uma capacidade comercial largamente superior aos subempreiteiros regionais", acrescenta a mesma nota, dizendo que, por causa disso, "ao longo dos anos, milhões de euros" saíram da região, "contribuindo para o crescente desemprego" nos Açores.