Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Construção: PCP questiona Governo sobre os 2.200 trabalhadores de empresas compradas pelo fundo Vallis

Lusa

  • 333

Porto, 17 set (Lusa) -- O grupo parlamentar do PCP anunciou hoje um pedido de explicações ao Ministério da Economia sobre a aquisição das construtoras Edifer, Hagen e Monte Adriano pelo fundo Vallis, manifestando receio pelo futuro dos 2.200 trabalhadores das empresas agora concentradas.

Notícias citadas pelo PCP indicam que as quatro construtoras foram compradas pelo fundo que tem como acionistas quatro instituições bancárias, incluindo a estatal Caixa Geral de Depósitos, numa operação que, segundo os comunistas, "visa a concentração de lucros e faz pairar sobre os trabalhadores a ameaça de despedimentos.

Os comunistas citam declarações atribuídas ao próprio presidente do fundo Vallis, segundo as quais será "inevitável" um processo de despedimentos no conjunto de empresas, sublinhando que tal medida acarretaria "graves consequências sociais" num setor com "grave problemas de desemprego e de salários e atraso".