Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Constantino critica "precipitação" do IPDJ nos cortes às federações

Lusa

  • 333

Lisboa, 22 mai (Lusa) -- O presidente do Comité Olímpico de Portugal, José Manuel Constantino, considera que o Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) se "precipitou" nos cortes aplicados às federações, lembrando que a tutela prometeu "explicar antes de agir".

"Acho que houve uma precipitação do IPDJ. Numa situação excecional, o Secretário de Estado do Desporto e Juventude fez anuncio - e bem - que queria ser ele a explicar às federações as alterações ao financiamento que já estava contratualizado. Não esperava que 24 horas depois, os serviços do IPDJ venham oficiar sob forma de facto consumado o procedimento a adotar. Há aqui qualquer coisa que não está a correr bem", criticou.

Em declarações à agência Lusa, o dirigente falava sobre o "corte cego" de 20 por cento para o alto rendimento de todas as federações, "sem olhar à prometida análise ao mérito desportivo", bem como o corte adicional de nove por cento (no total de 18 por cento) nos contratos celebrados em março sobre o desenvolvimento da prática desportiva e enquadramento técnico.