Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Conservas Santa Catarina dos Açores acabaram 2011 com menos 4,5 ME de passivo e prejuízos de 2ME

Lusa

  • 333

Horta, 08 mar (Lusa) - A fábrica de conservas de Santa Catarina, na ilha de São Jorge, Açores, conseguiu reduzir o passivo da empresa em 4,5 milhões de euros em 2011, embora tenha terminado o ano com um prejuízo de dois milhões e meio.

Os números vêm publicados no relatório de contas da empresa, detida maioritariamente por capitais públicos, e revelam que o passivo da unidade fabril, que emprega cerca de 125 trabalhadores, baixou de 13,1 milhões em 2010 para 8,5 milhões em 2011.

A empresa apresentava, em 2010, uma dívida a fornecedores de quase 6 milhões de euros, que a nova administração, nomeada pelo Executivo açoriano, conseguiu reduzir para 1,5 milhões num ano.