Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Conservadores de regresso ao poder no Japão três anos depois, Yoshihiko Noda demite-se

Lusa

  • 333

Tóquio, 16 dez (Lusa) -- Os conservadores do Partido Liberal Democrata do Japão regressaram ao poder na sequência das eleições deste domingo após três anos na oposição, segundo as mais recentes sondagens, com o ainda primeiro-ministro a demitir-se de presidente do Partido Democrático.

Yoshihiko Noda demitiu-se da liderança do Partido Democrata na sequência dos resultados eleitorais de hoje, dando assim como quase certo que será Shinzo Abe a regressar à liderança do governo japonês, tornando-se no sétimo primeiro-ministro do Japão em seis anos e meio.

Shinzo Abe foi primeiro-ministro do Japão durante um ano, entre 2006 e 2007. As mais recentes sondagens apontam para entre 275 a 300 lugares na câmara baixa do Parlamento, que tem 480 lugares ao todo, ao Partido Liberal Democrata do Japão.