Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Conselho hoje criado quer "diáspora de influência" a fazer "lobby" por Portugal

Lusa

  • 333

Lisboa, 26 dez (Lusa) - O Conselho da Diáspora Portuguesa, hoje constituído, visa "acarinhar a diáspora de influência" e dar informação de qualidade sobre Portugal a 300 conselheiros que farão "lobby" discreto para promover a imagem do país no exterior.

A associação, com 25 membros fundadores, foi formalmente constituída numa cerimónia no Palácio de Belém, em Lisboa, em que o Presidente da República e o ministro dos Negócios Estrangeiros receberam os primeiros cartões de conselheiro de Portugal no mundo.

O promotor e presidente do Conselho da Diáspora Portuguesa, Filipe de Botton, agradeceu ao chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, que será presidente honorário da associação, e ao ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, vice-presidente honorário, o seu "apoio inequívoco".