Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Conselho Fiscal do Vitória de Guimarães quer responsabilizar direção de Emílio Macedo da Silva

Lusa

  • 333

Guimarães, 10 nov (Lusa) - O Conselho Fiscal do Vitória de Guimarães considera que a anterior direção, presidida por Emílio Macedo da Silva, é a responsável pela "gravíssima situação financeira" atual do clube e quer que os seus elementos sejam penalizados por isso.

"Após uma análise custo/benefício às consequências de uma não aprovação do Relatório e Contas, e mesmo discordando da gestão realizada", o Conselho Fiscal (CF) deu parecer favorável ao documento de 2011/12, que apresenta um resultado líquido negativo de oito milhões de euros e coloca o passivo nos 24 milhões, números que vão a votos a 17 de novembro, em assembleia geral dos sócios vitorianos.

Para aquele órgão, o Relatório e Contas "é profundamente oneroso para o futuro do clube e integra um conjunto de factos e decisões protagonizadas pela direção de Emílio Macedo que necessitam de esclarecimentos e clarificações".