Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Conselho Europeu: Parceiros sociais portugueses rejeitam mais austeridade, mas PM nada garante

Lusa

  • 333

Lisboa, 27 jun (Lusa) -- A reunião desta manhã entre Governo e parceiros sociais, em sede de concertação social, ficou marcada pelas críticas ao primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, devido à ausência de respostas sobre a eventual aplicação de mais austeridade.

Numa reunião destinada, entre outras matérias, a analisar o 'pacote' que o Governo português vai levar ao Conselho Europeu, na quinta e sexta-feira, em Bruxelas, patrões e sindicatos saíram insatisfeitos com a "explicação genérica" de Passos Coelho sobre o que será apresentado na reunião.

Mas a eventual aplicação de mais austeridade em Portugal é aquilo que preocupa os parceiros sociais que, em uníssono, questionaram Passos Coelho sobre esta possibilidade.