Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Conselho de Fiscalização volta a pedir "impedimento temporário" para 'espiões' que saiam para empresas

Lusa

  • 333

Lisboa, 28 jun (Lusa) - Os membros do Conselho de Fiscalização do Sistema de Informações da República Portuguesa (CFSIRP) insistem na necessidade de ser criado um "impedimento temporário" na transição de dirigentes e funcionários dos serviços para o setor privado.

Segundo o parecer do CFSIRP relativo a 2012, entregue quarta-feira no parlamento e a que a Lusa teve acesso, deve proceder-se à "regulamentação do impedimento temporário na transição de dirigentes e funcionários dos serviços para o setor privado, em termos flexíveis, para poder ser adequado às circunstâncias de cada caso".

Esta medida já tinha sido defendida no relatório sobre o ano de 2011, quando o Conselho, agora liderado pelo social-democrata Paulo Mota Pinto (e constituído pelo deputado do PS João Soares e o procurador José António Branco), era presidido pelo coronel Marques Júnior, falecido em dezembro.