Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Conjuntura: Descida da taxa é boa para créditos à habitação e má para a poupança - Analista

Lusa

  • 333

Lisboa, 05 jul (Lusa) - A descida das taxas de juro hoje decidida pelo Banco Central Europeu (BCE) traz boas notícias para quem tem créditos à habitação, mas é negativa para quem depósitos bancários, afirmou um economista do Banco Carregosa.

O gestor de ativos do Banco Carregosa, Rui Bárbara, destacou que a redução da taxa diretora do BCE para 0,75 por cento, o valor mais baixo de sempre, é positivo para quem tem empréstimos, mas menos bom para os aforradores.

"Se, por um lado, vão baixar as taxas de crédito à habitação que já tinham sido contratadas, o que é positivo para quem tem empréstimos, por outro lado, não podemos descurar o facto de existirem muitos aforradores, que também dependem dos juros dos depósitos a prazo, que, no fundo, são as suas poupanças, para viverem. Essa baixa de taxa afeta negativamente essas pessoas que terão menos rendimento dos seus aforros", salientou o analista.