Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Congresso debateu em Sintra como urbanizar sem esquecer a pobreza

Lusa

Sintra, 03 out (Lusa) -- A habitação nos centros históricos, a organização do território e a pobreza são algumas das questões a incluir na Carta de Sintra, com as conclusões do XVI Congresso Ibero-americano de Urbanismo, que termina no sábado na vila.

"É importante manter a habitação nos centros históricos, não despovoar os bairros, não ter bairros monofuncionais, de terciário, mortos, que passam a ser espaços algo sinistros à noite, sem vida e abandonados", salientou Sidónio Pardal, presidente da comissão científica do congresso, no resumo das principais intervenções que tiveram lugar desde quarta-feira.

Esta será uma das preocupações a incluir na Carta de Sintra, documento com as principais conclusões do congresso, que deve ficar pronta dentro de "dois meses", após reunir os contributos das duas centenas de participantes da América latina, Angola, Espanha e Portugal.