Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Congressista republicano luso-americano diz que partido estava "condenado a falhar"

Lusa

  • 333

Washington, 18 out (Lusa) - O congressista luso-americano Devin Nunes, do partido Republicano, disse quinta-feira que o seu partido usou "manobras legislativas que estavam condenadas ao falhanço" para retirar o financiamento à reforma de saúde implantada pelo Presidente norte-americano, Barack Obama.

"Durante a nossa recente crise de governo, defendi sempre que a estratégia de retirar financiamento ao 'ObamaCare' através da dívida iria ter sucesso na paralisação do governo, mas não em atrasar ou acabar com o 'ObamaCare'", escreveu Devin Nunes no seu sítio na internet.

A paralisação parcial da Administração Federal norte-americana, devido à falta de um acordo orçamental no Congresso, terminou na quarta-feira quando Barack Obama assinou a lei que permitiu a reabertura dos serviços e elevou o teto da dívida dos Estados Unidos.