Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Confederação patronal moçambicana diz que empresários estão a abandonar o país

Lusa

  • 333

Maputo, 08 nov (Lusa) - A CTA, a maior confederação patronal de Moçambique, disse hoje em Maputo que vários empresários abandonaram o país, devido aos sequestros, e alertou para "uma grave crise económica" por causa da tensão militar na região centro.

Dezenas de pessoas, maioritariamente empresários e outras, aparentemente prósperas ou seus familiares, foram sequestradas nos últimos dois anos nas principais cidades moçambicanas, muitas libertadas a troco de avultadas somas dinheiro de resgate.

Paralelamente à onda de raptos, o centro de Moçambique vive uma grave instabilidade militar, devido a confrontos entre o exército moçambicano e homens armados da Resistência Nacional Moçambicana (Renamo), principal partido da oposição.