Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Confederação Empresarial de Portugal esperançada num país menos burocrático

Lusa

  • 333

Viseu, 26 abr (Lusa) -- O presidente da Confederação Empresarial de Portugal (CIP) mostrou-se hoje esperançado que o país venha a ter menos burocracia, menos carga fiscal, uma justiça económica funcional e "um quadro legislativo em que o Governo seja um parceiro e não um empecilho".

"Um empresário, um investidor, um empreendedor não pode estar anos à espera do licenciamento da sua unidade industrial", afirmou António Saraiva em Viseu, durante o Encontro Mundial de Empresários da Diáspora, onde ouviu queixas de pessoas que quiseram investir em Portugal mas esbarraram em burocracias.

O dirigente da CIP considerou que os governantes portugueses se têm esquecido que os empreendedores, que criam riqueza e emprego, muitas vezes contratualizam leasings, compram espaços para instalar as empresas e começam a pagar ao banco as respetivas despesas.