Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Confederação do Comércio vai propor ao Governo crédito fiscal de IRC para fomentar emprego

Lusa

  • 333

Lisboa, 02 out (Lusa) -- A Confederação do Comércio e Serviços de Portugal vai propor na terça-feira ao Governo uma substituição do benefício relativo à majoração dos gastos com a criação de emprego por um crédito fiscal de IRC.

Esta medida, que vai ser apresentada ao ministério tutelado por Álvaro Santos Pereira, insere-se num pacote de 15 medidas que a Confederação, presidida por Vieira Lopes, vai propor ao Governo no sentido de fomentar o investimento e aumentar a criação de emprego.

Na proposta, a CCP refere que "por cada posto de trabalho, o Estado arrecada 12,97 por cento do rendimento do trabalhador entre receitas fiscais e parafiscais, sem ponderar o acréscimo do IVA por efeito de maior consumo. Se esse acréscimo for convertido, no todo ou em parte, em crédito de IRC, as empresas percecionarão este benefício como um sério incentivo à contratação".