Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Confederação do Comércio quer adiamento da redução das indemnizações e de criação do fundo

Lusa

  • 333

Lisboa, 08 jan (Lusa) - A Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP) vai hoje defender junto do ministro da Economia que a redução das indemnizações por despedimento seja adiada para 2015, assim como a criação do Fundo de Compensação do Trabalho.

O ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira reúne-se ao fim da tarde de hoje com os parceiros sociais que subscreveram o "Compromisso para o Crescimento, Competitividade e Emprego" em janeiro de 2012 e a CCP vai defender estes adiamentos tendo em conta a situação económica das empresas.

"Estamos dispostos a trocar a criação do Fundo de compensação pela redução das indemnizações, adiando ambas as medidas para 2015, tendo em conta a situação de tesouraria das empresas", disse à agência Lusa o presidente da CCP João Vieira Lopes.