Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Confederação do Comércio e UGT convergem sobre necessidade de aumentar salário mínimo

Lusa

  • 333

Lisboa, 10 mai (Lusa) -- O aumento do salário mínimo nacional foi hoje discutido ente a Confederação do Comércio e Serviços (CCP) e a UGT que convergem na necessidade de rever, o quanto antes, esta matéria.

"Da nossa parte há abertura para discutir o salário mínimo nacional. Não defendemos que é através da baixa dos salários que deve ser fomentada a competitividade da economia até porque a maior parte das empresas que produzem para exportação também produzem para o mercado interno e para haver comércio, indústria e turismo é preciso haver poder de compra", disse aos jornalistas o presidente da CCP, João Vieira Lopes, no final de um encontro com a UGT.

Perante esta posição assumida pelo representante da confederação patronal, o novo secretário-geral da UGT, Carlos Silva, congratulou-se com a abertura manifestada pela CCP, bem como com a convergência de posições entre as duas estruturas.