Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Concorrência critica TDT por se "limitar a replicar" oferta analógica

Lusa

  • 333

Lisboa, 2 jul (Lusa) -- A Autoridade da Concorrência recomenda mais canais de televisão em sinal aberto, públicos e privados, e nacionais e regionais, na Televisão Digital Terrestre (TDT), e critica a plataforma por se "limitar a replicar" a oferta do antigo sistema analógico terrestre.

Num relatório de 26 de junho sobre a Televisão Digital Terrestre (TDT), a Autoridade da Concorrência (AdC) conclui que a oferta de canais está "manifestamente aquém das possibilidades" e do "desejável" e que é recomendável avaliar o interesse em "criar condições de preço, eventualmente por via regulatória", que assegurem o acesso à rede de difusão, em particular de entidades locais, de modo a estimular o aumento do número de canais transmitidos em sinal aberto.

A AdC recomenda ainda um "aumento do envolvimento" da RTP neste processo, nomeadamente disponibilizando em sinal aberto canais temáticos - apenas disponíveis atualmente na televisão por subscrição - como a RTP Memória e a RTP Informação.