Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Concessionária do Túnel do Marão diz que só tribunal determinará incumprimentos

Lusa

  • 333

Vila Real, 18 jun (Lusa) -- A Concessionária Autoestrada do Marão, responsável pela concessão do Túnel do Marão resgatada pelo Estado, afirmou hoje que caberá aos tribunais determinar os incumprimentos que decorreram após a suspensão das obras em junho de 2011.

A concessionária reagiu, em comunicado, ao despacho do Diário da República que informa que o Estado rescindiu o contrato de concessão do Túnel do Marão, invocando justa causa fundada no incumprimento pela Autoestrada do Marão.

A concessionária afirmou que "caberá aos Tribunais, e apenas a estes, determinar em sede própria os incumprimentos que tenham ocorrido, as respetivas causas e responsáveis, independentemente dos considerandos vertidos no despacho ora publicado, que apenas reflete a posição do Estado e que a concessionária veemente, e frontalmente, rejeita".