Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Conceito Estratégico de Defesa defende reforço dos serviços de informações

Lusa

  • 333

Lisboa, 03 jan (Lusa) - O novo Conceito Estratégico de Defesa Nacional (CEDN) defende que "a salvaguarda dos interesses nacionais" em diferentes regiões do mundo vai obrigar a uma "capacitação reforçada" dos serviços de informações nos próximos anos.

Segundo as Grandes Opções do CEDN, a que a agência Lusa teve acesso, as informações são "um instrumento estratégico do Estado essencial para o apoio à decisão política, sobretudo em matérias de segurança e defesa" e "o caráter imprevisível, multifacetado e transnacional das novas ameaças confirma a sua relevância".

"Dada a atual conjuntura, a necessária salvaguarda dos interesses nacionais em diversas regiões constituir-se-á, nos próximos anos, como uma das principais e mais exigentes atribuições do Estado, tornando incontornável a capacitação reforçada dos serviços de informações", refere o documento.