Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Comunidade internacional deve fazer mais para proteger os sírios, diz Nobel da Paz Tawakkol Karman - Efe

Lusa

  • 333

Lima, 16 out (Lusa) - A vencedora do prémio Nobel da Paz de 2011, Tawakkol Karman, disse em entrevista à Efe que "a comunidade internacional não fez um esforço suficiente para proteger o povo sírio dos crimes do seu presidente Bashar al Assad".

"Se a comunidade internacional não protege os sírios, Al Assad continuará a matar homens, mulheres e crianças, o que será uma vergonha para a humanidade afirmou a jornalista e ativista dos direitos humanos iemenita Tawakkol Karman, que participa em Lima na sétima Assembleia pela Democracia, a decorrer até quarta-feira.

Tawakkol Karman relatou no domingo na Assembleia a sua luta pela defesa dos direitos das mulheres e da liberdade de expressão no Iémen, país onde em 2005 fundou o grupo "Mulheres jornalistas sem correntes", que lhe valeu o Nobel da Paz no ano passado, juntamente com as liberianas Ellen Johnson-Sirleaf e Leymah Gbowee.