Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Comité Paralímpico garante imparcialidade no caso de Oscar Pistorius

Lusa

  • 333

Redação, 19 fev (Lusa) -- O presidente do Comité Paralímpico Internacional (IPC) considerou hoje que o caso que envolve o atleta Oscar Pistorius, acusado de ter matado a namorada, é matéria policial e assegurou que o organismo vai manter-se "completamente imparcial".

"Trata-se de um caso de polícia, devemos manter total imparcialidade. A justiça sul-africana vai decidir o futuro de Oscar Pistorius nos próximos meses e só então a história estará completa", disse Philip Craven numa carta divulgada no sítio do IPC na Internet.

Craven lembra que na quinta-feira, depois de Pistorius ter sido detido por suspeita de ter alvejado mortalmente a namorada Reeva Steenkamp, que o IPC foi "inundado" com questões sobre o atleta, o primeiro duplo amputado a competir em Jogos Paralímpicos e Olímpicos.