Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Comissão Europeia nega cortes no apoio à cooperação com Moçambique

Lusa

  • 333

Bruxelas, 17 out (Lusa) -- A Comissão Europeia negou hoje que tenha decidido reduzir o apoio à cooperação com Moçambique, apontando que estão em curso discussões e que uma decisão final só será tomada após conhecido o "envelope" financeiro para o próximo quadro orçamental plurianual.

Na terça-feira, o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros moçambicano, Henrique Banze, indicou que a União Europeia vai reduzir de oito para três os setores de cooperação com Moçambique, uma decisão que terá impacto nas áreas importantes para o desenvolvimento do país.

A porta-voz do comissário europeu para o Desenvolvimento explicou hoje à Lusa que, "como princípio", a comissão gostaria, de facto, de concentrar o seu apoio em três setores, de modo a que o dinheiro investido tenha o máximo impacto, mas ressalvou que "não há qualquer imposição" por parte de Bruxelas, a ideia faz apenas parte das discussões em curso, e as decisões serão tomadas em concertação com os governos depois de escutadas as estratégias nacionais dos países.