Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Comissão Europeia comunica objeções a farmacêuticas suspeitas de acordo anti-concorrência

Lusa

  • 333

Bruxelas, 31 jan (Lusa) -- A Comissão Europeia enviou hoje uma comunicação de objeções aos grupos farmacêuticos norte-americano Johnson & Johnson e suíço Novartis, suspeitos de terem combinado atrasar a colocação de um medicamento genérico no mercado holandês.

Trata-se da segunda fase do inquérito da Comissão, aberto em outubro de 2011, relativo ao fentanil, um analgésico mais forte que a morfina.

"Se as nossas conclusões preliminares se confirmarem, as filiais holandesas da Johnson & Johnson e da Novartis fizeram um acordo para evitarem concorrer entre si, o que impediu os utilizadores de fentanil na Holanda de terem acesso a um analgésico mais barato", explica o comissário europeu da concorrência, Joaquin Almunia, num comunicado.