Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Comissão colombiana oferece-se para mediar processo para libertação de estrangeiros sequestrados

Lusa

  • 333

Bogotá, 06 fev (Lusa) -- Uma comissão, formada por políticos, padres e outras figuras, ofereceu-se, esta terça-feira, para mediar o processo de libertação de cinco estrangeiros e três colombianos, sequestrados pela segunda maior guerrilha da Colômbia.

O grupo disponibiliza-se para "a realização de tarefas que o Governo e o ELN considerem pertinentes", refere um comunicado, citado pela agência noticiosa Efe.

O Exército de Libertação Nacional (ELN) sequestrou no dia 18, os geólogos peruanos Javier Leandro Ochoa e José Antonio Mamani, o canadiano Jernot Wober e ainda três colombianos: William Batista, Manuel Zabaleta e um outro cuja identidade não foi revelada, os quais trabalham para a empresa Geo Explorer, com operações em Norosi, uma localidade no sul do departamento de Bolívar, no norte da Colômbia.